Páginas

29 de novembro de 2012

História do hino 001 da Harpa Cristã - Chuvas de graça


Este hino, cujo título em inglês é THERE SHALL BE SHOWERS OF BLESSING, foi escrito pelo Major Daniel Webster Whittle, em 1883, militar e comerciante que se tornou evangelista e hinista. A melodia foi composta por James McGranahan, que compartilhava o ministério de Whittle como músico, depois da trágica morte de Philip Paul Bliss.


Ira David Sankey publicou o hino pela primeira vez, na sua coletânea Gospel Hymns N° 4 em 1883 e o incluiu em todas as edições seguintes. O nome da melodia apareceu desde sua primeira publicação. Seguiu-se também a publicação do hino nas diversas edições do Sacred Songs and Solos, que Sankey publicou na Inglaterra.

Constou dos 44 hinos do Cantor Pentecostal, publicado em 1921 e usado pela Assembléia de Deus de Belém (PA), antes do lançamento da 1ª edição da Harpa Cristã e do Psaltério Pentecostal, pequeno hinário publicado em junho de 1931 por Gunnar Vingren, no Rio de Janeiro, com 220 hinos, para suprir uma carência de exemplares da Harpa Cristã.

Não se sabe se constou da 1ª edição da Harpa Cristã porque não existe cópia disponível para consulta. Entretanto, constava da 2ª edição da Harpa Cristã, publicada em 1923 e também na 4ª edição de 1932.

Até a edição de 1941 o número deste hino era 11. Só a partir da edição de 1941, organizada pelo pastor Paulo Leivas Macalão, com os tradicionais 524 hinos, foi que se tornou o Nº 001. Antes, o hino Nº 001 era o “Glória” de autoria do pastor Manoel Higyno de Souza.

Além de significar “Chuvas de bênçãos”, como é correto traduzir o título original: Showers of blessing, existe outro entendimento da palavra CHUVA, que tem a ver com a designação dos diferentes nomes que se davam ao movimento pentecostal – fé apostólica, movimento pentecostal ou chuva tardia. Portanto, “chuva tardia”, se tornou especialmente significativo porque por meio dele os pentecostais puderam entender o seu relacionamento tanto com a igreja apostólica quanto com o iminente final dos tempos. Dayton explica a lógica interna do movimento: “O Pentecoste original do Novo Testamento foram as ‘primeiras chuvas’, o derramamento do Espírito que acompanhou a ‘plantação’ da igreja. O pentecostalismo moderno são as ‘últimas chuvas’, o derramamento especial do Espírito que restaura os dons nos últimos dias como parte da preparação para a colheita, o retorno de Cristo em glória”.

Escrita em 1883, a letra deste hino bem pode significar precioso reavivamento, restauração,renovo, se considerarmos algumas palavras que constam do original, tais como “seasons refreshing, precious reviving again, abundance of rain”.

Existe também a tradução de Salomão Luiz Ginsburg, produzida em 1890 a qual teve a revisão de Henry Maxwell Wright. Esta tradução é a que faz parte de diversos hinários em língua portuguesa.

UM TESTEMUNHO

Quando Howard Rutledge sobrevoava o Vietnam durante a guerra, teve seu avião atingido e, em razão disto, foi obrigado a saltar de pára-quedas, vindo a descer sobre um pequeno vilarejo onde foi feito prisioneiro de guerra. Durante sete longos anos recebeu as mais cruéis torturas que se possa imaginar. Muitas vezes sua alimentação não passava de uma tigela de gordura de porco.

Ele ficava sempre sozinho, num ambiente frio e sendo torturado. Como fez para não enlouquecer? No seu livro “Na presença dos meus inimigos” ele escreveu: “Eu queria falar sobre Deus, Cristo e a igreja. Mas em Heartbreak (nome do campo de concentração), não havia pastor, professor da escola dominical, hinário... Eu tinha negligenciado por completo a dimensão espiritual da minha vida. Fui para a prisão para entender como a vida é vazia sem Deus, por isso tive que revirar minhas lembranças e relembrar os dias da escola dominical em Tulsa, Estado de Oklahoma. Se eu não podia ter uma Bíblia e um hinário, então eu teria que reconstruí-los na minha mente.Tentei, desesperadamente, recordar... corinhos evangélicos da minha infância e hinos que cantávamos na igreja. As primeiras três dúzias de hinos foram relativamente fáceis. Cada dia eu tentava relembrar um novo hino ou uma nova passagem bíblica. Certa noite houve um temporal terrível – era a época das monções – então um relâmpago muito forte cortou a energia elétrica de toda a prisão, deixando tudo nas trevas. Eu havia procurado por hinos na minha mente e parei para dormir quando a chuva começou. De repente comecei a sussurrar meu hino número 37, justo aquele que eu havia me esquecido completamente, desde que eu era criança”.

Chuvas de graça,
Chuvas pedimos, Senhor;
Manda-nos chuvas constantes,
Chuvas do Consolador.


“O inimigo sabia que a melhor maneira que havia de vencer a resistência de um homem era espremer o seu espírito dentro de uma cela solitária”. Howard escreveu: “Em outras palavras, alguns dos prisioneiros de guerra, depois de ficarem confinados numa solitária, ficavam na posição fetal e morriam. Todos estes assuntos sobre as Escrituras e hinos podem parecer cansativos para alguns, mas foi desta maneira que conquistamos o nosso inimigo e vencemos a força da morte que nos cercava”.

Diretamente do Harpa Cristã Fragmentos

26 de novembro de 2012

O que houve com o "Cristão" ?


Olhe em volta. Por todos os lados é possível enxergar o caos em que o mundo se encontra. Gente triste  confinada em seu próprio mundo. Gente que tenta silenciar a angústia com qualquer coisa. Gente doente, não por fora, mas por dentro. Pessoas que definham dia – a – dia sem conseguir cura.
Nós temos o remédio. Sim, temos o remédio. Esse remédio salvou nossas vidas e com certeza salvará muitas outras. No entanto somos negligentes. Tratamos esse remédio de qualquer forma. Seguimos um “Cristianismo torto” Esquecemos completamente o sentido de sermos sal da terra e luz do mundo (Mt. 5: 13 – 16). Nos julgamos santos demais, bons demais inclusive para buscar as almas que estão do lado de fora das portas das igrejas. Somos um bando de fariseus!
Esquecemos o valor do perdão (Mt. 5: 43:46)  jogamos fora esse conceito. Permitimos que o ódio envenene nossos corações nos tornando cada vez mais duros e cruéis.
Esquecemos que o juízo que eu usar contra meu irmão será usado contra mim (Mt. 7: 1-6), e de fato temos, por causa dessa amnésia, nos tornado assassinos perfeitos. Afinal de contas a crueldade da língua não “disciplina” não mata ninguém. Não derrama sangue.  É um crime “limpo”. Esquecemos que o princípio do Cristianismo é a MISERICÓRDIA  e ao contrário  de levarmos a cura aos doentes, simplesmente os viramos as costas.
Dia – a -dia não nos comportamos melhor que fariseus. Impondo leis, nos vestindo com a fantasia da santidade, sendo que nem metade do que pregamos, fazemos. Assassinando e perseguindo aqueles que precisam de acolhida e ainda temos  coragem de nos chamarmos CRISTÃOS?
Precisamos nos reencontrar com Jesus, sermos salvos de novo. Deixar que sua glória resplandeça e faça a diferença de fato. É realmente seguir o Cristianismo do princípio, quando Jesus combatia (e combate) bravamente a hipocrisia. Ainda há tempo! Façamos uma revolução no nosso modo de pensar e agir!
Um grande abraço de sua irmã em Cristo,
 Post Original de :Silvia Cristina
Rachel Cristina

20 de novembro de 2012

GPS Espiritual


“Há caminho que parece certo ao homem, mas no final conduz à morte.” Pr 14:12



            Paulinho tinha 14 anos e um dia seus amigos da escola apresentaram a ele uma erva que segundo eles, “deixa a gente muito loco”. Paulinho não viu nada demais em experimentar, afinal, se a sensação era tão boa, que mal poderia ter? Tudo que ele queria era algo que o preenchesse e aquilo parecia ter todas as características para o que ele queria, então embarcou nessa crendo que era o certo. Não ouviu ninguém que o aconselhou ao contrário, acabou se aprofundando muito nesse caminho e por fim já não aguentava mais viver sem aquilo e outras drogas mais fortes que o corpo dele foi exigindo. Acabou morrendo de overdose alguns anos depois da primeira tragada.

            Pra muitos, essa pequena historinha pode ser até clichê e batida, mas é algo que ainda acontece muito nos nossos dias e tem aumentado absurdamente, inclusive dentro das igrejas. E é um claro exemplo prático do versículo do início do texto. Quantos hoje não tem seguido seus próprios caminhos e estes os tem levado á morte? Muitos! E não pense que só o que se envolve com as drogas que está se enganando.. as pessoas hoje tem seguido caminhos que podem nao mostrar uma conseqüência mortal agora, mas no futuro.
            Quantos não tem se recusado ouvir a voz de Deus a mostrar o caminho, e tem se levado para lugares de sua própria vontade? Toda a direção que não é a de Deus te leva pra morte.
            Vigia querido, por onde você tem andado? Qual tem sido seu caminho? Será que temos escolhido fazer uma faculdade porque aquela profissão ganha muito dinheiro e não porque pode de alguma forma ajudar as pessoas? Será que o meu caminho tem sido o de achar que eu mereço as coisas e por isso acho certo colocar Deus na parede quando não recebo a minha “benção”? Será que eu não tenho escolhido seguir mais a religião e a vida eclesiástica do que o próprio Cristo? Meu caminho está me levando pra onde? Pra uma vida aos pés de Jesus, ou para uma vida maquiada de certa?
            Mas vc pode estar pensando “ e se meu caminho estiver errado, como faço para encontrar o certo?” querido, agradeça a Deus porque vc tem um GPS Espiritual, que é o Espírito Santo, que te conduz pelo caminho certo na vida. Ele é o único que pode te conduzir e mostrar quais estradas estão em boas condições e quais não.. quais são aqueles caminhos que Deus não quer de vc e aqueles que Ele anseia que vc ande.. se aproxime de Deus, busque intimidade com Seu Espírito em oração, leitura da palavra( que segundo a blogueira Lenara, é o nosso kit salvação com todas as respostas) e tudo que é dEle, porque assim vc vai estar sensível a escutar a voz Dele quando mandar vc parar e dar meia volta e ir por outro caminho, pq aquele que estava indo, tinha um precipício bem no final.

Tenha uma ótima semana no Senhor Jesus!
Deus abençoe, abraços

Blog:http://quebrandobarreirasnpj.blogspot.com/
Twitter: @arlenekanaki

Autores da Harpa Cristã


Daniel Webster Whittle
(1840-1901)
(Autor do hino 001, 046 e mais de 200 hinos) 
Pseudônimos: El Nathan, Elias Nathan, W. W. D.

Nasceu no dia 22 de Novembro de 1840 em Chicopee Falls, Massachusetts. Faleceu no dia 4 de Março de 1901, Northfield, Massachusetts, onde se contra enterrado.
.Na sua vida civil Daniel Webster Whittle era conhecido como Daniel Webster. Entretanto, em razão da sua atuação na Guerra Civil Americana, onde ocupou o posto de Major no Exército, passou a ser chamado de: Major Whittle.

Quando começou a Guerra Civil Americana, D. W. Whittle saiu de New England, onde residia e foi para o estado americano da Virginia, onde assumiu o posto de Tenente numa Companhia do Regimento de Massachussets.

Sua mãe era uma crente fervorosa e ao preparar sua mochila, colocou também um Novo Testamento. Ao se despedirem ela chorou muito e fez uma oração. Durante as batalhas Whittle viu muitas cenas tristes, participou de vários combates e num deles foi atingido. Na noite daquele mesmo dia teve seu braço direito amputado acima do cotovelo. A medida que se recuperava, sentiu vontade de ler alguma coisa. Procurando na sua mochila, encontrou o Novo Testamento que sua mãe havia colocado. Leu todos os livros, na seqüência: Mateus, Marcos, Lucas, até o Apocalipse. Cada assunto era muito interessante para ele. E para sua surpresa, percebeu que conseguia entender de uma maneira como nunca havia acontecido antes. Ao terminar de ler o livro de Apocalipse, começava a ler tudo de novo. E assim foi durante vários dias, lendo, relendo e aumentado o seu interesse, mesmo não sentindo vontade de se tornar cristão, mesmo estando convicto de que única maneira de se tornar salvo seria através de Jesus Cristo.

Apesar da sua convicção, não havia dentro de si, qualquer plano ou propósito de aceitar a Jesus como seu Salvador. Certa noite foi acordado pelo enfermeiro, que disse: “Tem um rapaz lá no fundo da enfermaria, um dos seus soldados, que está a beira da morte. Ele insistiu comigo nas últimas horas, para que eu ore por ele ou traga alguém para orar. Eu não agüento mais. Sou um pecador e não posso fazer isso. Então decidi procurar o senhor”.Então o Major Whittle respondeu que ele também não poderia orar, porque nunca tinha orado na sua vida. Disse também que ele era tão pecador quanto o enfermeiro. “Não posso orar”, respondeu.

O enfermeiro insistiu: “Como não! Eu tinha certeza que o senhor era uma pessoa de oração. Eu sempre vi o senhor lendo o Novo Testamento! Além do mais, o senhor é única pessoa nesta enfermaria que eu nunca vi amaldiçoar. E agora, o que eu devo fazer? Não existe mais ninguém a quem recorrer! Eu não posso voltar pra lá sozinho. De qualquer forma, o senhor não pode se levantar e vir comigo?”

Movido pelo apelo que lhe foi feito, o Major Whittle concordou, levantou-se da sua maca e foi com ele até o fundo da enfermaria. Lá estava um garoto de 17 anos de idade, morrendo! No seu rosto, havia uma expressão de extrema angústia, desespero, aflição. Fitou os olhos do Major e disse: “Por favor, ore por mim! Estou morrendo. Eu fui um bom garoto. Meus pais são membros da igreja. Eu ia sempre à Escola Dominical e tentei ser um bom rapaz"."Mas depois que me tornei um soldado, aprendi a fazer coisas erradas e me tornei um pecador. Bebi, jurei, joguei e andei em más companhias. Agora, estou morrendo e não estou preparado pra morrer. Por favor, peça para que Deus me perdoe! Ore por mim. Peça para Jesus me salvar”.

Ouvindo as súplicas daquele garoto, que tanto quanto ele havia sido ferido em batalha, o Major Whittle ouviu nitidamente dentro de sua alma Deus falando através do Seu Espírito Santo: “Você sabe o caminho da Salvação. Ajoelhe-se agora mesmo e aceite a Jesus, e ore por este rapaz”. O Major Whittle caiu de joelhos e segurou a mão do rapaz. Tropeçando nas palavras, confessou seus pecados e pediu a Deus para perdoá-lo. Ali mesmo acreditou que foi perdoado e que já era filho de Deus! Em seguida, orou fervorosamente a Deus pedindo pelo rapaz. O rapaz ficou em silêncio com sua mão agarrada à mão do Major Whittle, enquanto ele ainda rogava ao Pai. Quando o Major Whittle levantou-se o rapaz já estava morto! O seu rosto mostrava um semblante tranqüilo. Naquele exato momento o Major pensou: ”o mesmo Deus que usou aquele jovem para me conduzir à salvação, usou-me para atrair a atenção daquele rapaz para que através do sangue precioso de Cristo ele fosse salvo. Espero encontrá-lo no céu”.

Bem mais tarde ele afirmaria: “Muitos anos já se passaram desde que isso ocorreu no Hospital Richmond. E eu ainda continuo confiando e confessando o nome do Senhor Jesus Cristo e pretendo, pela graça de Deus, continuar assim, até o dia que ele me conduza ao lar celestial”.
Extraído dos registros feitos por Pickering: Twice-born men (Homens que nasceram duas vezes).

Depois da Guerra, o Major Whittle pertenceu ao Elgin Watch Company, de Chicago, Illinois. Em menos de 10 anos iniciou seu ministério evangelístico. Durante este período trabalhou com os músicos Phillip P. Bliss e James McGranahan.

Sua filha, May Moody também compôs algumas músicas para as letras de sua autoria.

Certa ocasião, falando sobre a sua decisão em dedicar sua vida inteiramente ao evangelho, ele disse: . . . eu costumava ir aos lugares mais calmos e silenciosos e na tranqüilidade desses lugares entregava minha vida ao meu Pai Celestial para que fosse usado da maneira que Ele quisesse.

19 de novembro de 2012

Apostolo Pedro [Galera de Deus]



A Bíblia destaca atitudes desse homem que o fazem ser  particularmente um dos personagens mais engraçados que já receberam a graça no novo testamento. (Em minha opinião né)

"Lembra se de Pedro? 'Rutilou a espada e negou o Senhor', Pedro? O Apostolo que jactou se num minuto e fugiu no outro? Ele tirou uma soneca quando deveria ter orado. Negou, quando deveria defender. Praguejou, quando deveria confortar. correu, quando deveria ficar. Recordamos Pedro como alguem que virou e fugiu. Recordamo lo porém como aquele que virou e confessou? Deveriamos."

Max Lucado - Nas Garras da graça

Depois da morte de João Batista, Jesus foi passar um tempo a beira do mar da Galileia e foi ali que Pedro viu Jesus pela primeira vez (Mateus 4:18-22) E foi ali que Jesus escolheu Pedro como discipulo (Marcos 1:16-18), Pedro era pescador, sem estudo, considerado um mau judeu e mesmo assim Jesus o amou e o escolheu, como nós pecadores que eramos inimigos de Deus agora reconciliados através de Jesus que não ligou para nossa nacionalidade (Já que Israel era o povo escolhido por Deus) somente nos amou pelo que somos, somos criações e agora filhos de Deus.

Pedro viu milagres, Pedro participou disso tudo, mas ver acontecer com outros é uma coisa e quando acontece em nossa familia? Pedro viu. (Marcos 1:29-31), Pedro teve experiencias incriveis com Jesus, mesmo antes de se tornar Apostolo, Pedro viveu o evangelho puro e simples, ele tocou no mais singelo e majestoso amor de Deus encarnado mas Pedro aprendeu e cresceu espiritualmente na pratica, falhando e tomando uns puxões de orelha de Jesus (Mateus 14:28-31) Pedro duvidava, desacreditava, se preocupava muito, era impulsivo como toda pessoa é quando não está compreendendo o evangelho, Pedro havia presenciado diversos milagres, depois de bastante experiencia com Jesus, Pedro estava certo de que Jesus era o Messias (Mateus 16:17-19) Mesmo depois de ter acertado com Jesus e recebido uma promessa linda do mesmo, Pedro acaba falando besteira duas vezes seguidas (Mateus  16:22-23) Quando Jesus está no monte com Moisés e Elias (Mateus 17:4) Em Lucas diz claramente que Pedro não sabia o que dizia (Lucas 9:33) Os cobradores de ixavam Pedro fora de si mas até dessa situação Jesus fez acontecer um milagre diante dos olhos do pescador (Mateus 17:27) Pedro confiante de que agora sim faria Jesus sorrir, prometeu o que não cumpriria (Mateus 26:33) Mesmo Jesus revelando e afirmando (Mateus 26: 32-35) Pedro não acreditou até que aconteceu e toda a sua auto suficiencia foi ao chão, a vergonha de Pedro era tão grande que demorou muito para se perdoar,mas ele se perdoou quando passou pelo tratamento de Jesus (João 21:15-18) entenda que todo pecado é perdoado por Deus quando há arrependimento e confissão, para haver arrependimento, precisa haver constrangimento e assim quebrantar o coração endurecido, Jesus então lhe mostrou que o amava e que estava lhe dando uma grande responsabilidade com o corpo de Cristo embora Pedro tivesse traído, negado e fugido, apartir daquele momento nasceu um novo Pedro, nasceu um Pescador... de Homens (Atos 2:14-42)

Mais sobre o Apostolo Pedro em ( A Vida Certa - Galeera de Deus 08 )

Seis conselhos para aqueles que vivem o primeiro amor PARTE 01


Não deixe o primeiro amor passar
Olá amados leitores o tema de hoje é uma serie de conselhos para aquelas pessoas que acabaram de entregar suas vidas a Jesus e estão vivendo aquilo que acostumamos a denominar no meio evangélico como primeiro amor, e realmente se parece muito com a época do primeiro amor físico.


Costumo dizer que quando estamos vivendo o primeiro amor podemos entrar em uma igreja para participar de um culto e não importa o que aconteça em volta tudo o que conseguiremos fazer é dar glória a Deus, nem percebemos o irmão fuxicando ao lado, o outro mandando mensagem no celular, o outro resmungando porque achou que a palavra de repreensão foi direcionada a ele e outras coisas mais.

Quando estamos nesta fase só conseguimos ter olhos e ouvidos para Jesus, nada mais importa em nossas vidas, mas infelizmente o ser humano é um ser que vive de momentos e com o passar do tempo na igreja se não formos nos preparando, conhecendo a palavra e tendo mais intimidade com Deus aquele primeiro amor começara a esfriar e começaremos a achar este negócio de seguir a Jesus muito difícil, com muitas privações, muitos não pode.

Nestes casos a maioria das vezes as pessoas acabam desistindo no meio da caminhada e abandonam a fé.

Para que isto não aconteça abaixo seguem alguns conselhos que se memorizados e seguidos poderão lhe manter imune a tais coisas, não podemos negligenciar nossa fé, precisamos ser realistas e usar as armas certas para lutar e resistir as investidas do inimigo passemos aos conselhos.

01 Leia a palavra de Deus diariamente, pois ela será alimento para sua vida na fé


Assim como não podemos ficar vários dias sem nos alimentar sem que nosso corpo fique debilitado assim também não podemos deixar de nos alimentar espiritualmente com a palavra de Deus.

Quando nos convertemos e aceitamos Jesus como Senhor e salvador de nossas vidas somos como bebes e assim como um bebe precisa se alimentar bastante para crescer e ser um adulto forte, nós também precisamos nos alimentar da palavra para podermos crescer na fé, e sermos adultos na fé o quanto antes deixando o tempo de crianças para trás.
Não podemos ser negligentes e dizer assim olha agora eu não tenho tempo para ler a bíblia, mas amanha vou conseguir tempo e leio o dobro, acredite no que eu vou te dizer por experiência própria isso não funciona, pois se nos acostumarmos a protelar todos os dias teremos uma desculpa para deixar para amanha e desta forma nunca criaremos uma rotina de leitura.

Para sermos leitores assíduos da bíblia precisamos estipular um horário diariamente e seguir ele criteriosamente todos os dias, ai sim conseguiremos nos alimentar adequadamente, fazemos isso com nossas refeições diárias, com a palavra de Deus deve ser igual.

Quando conseguirmos criar esta rotina de leitura começamos a perceber os benefícios que ela causa em nossas vidas.

Quanto mais se lê, mais você desejara ir lendo, isso acontece porque a palavra é viva e fala conosco, cada vez que a lemos temos uma experiência e isso com passar do tempo se torna um dialogo cativante entre você e Deus, esteja aberto e faça o teste, verá que não estou mentindo. Com certeza será uma experiência fantástica para sua vida.

02 Ter uma vida cheia de louvor e oração


Com este mundo maluco que vivemos hoje onde ninguém tem tempo para mais nada, ter uma vida com oração e louvor não parece ser uma tarefa das mais fáceis, mas lembre-se faz parte de sua caminhada de fé.

Se observarmos o Senhor Jesus na bíblia perceberemos que nos momentos mais difíceis da vida dele aqui na terra ele sai do meio do povo, da agitação procura locais calmos e tranqüilos para orar, porque a oração traz a comunhão com o Pai, quando estamos orando é como se tudo a volta deixasse de existir e temos nosso caminho direto com o Pai, onde podemos falar com ele e principalmente ter a comunhão necessária para ouvi-lo falar conosco, quantas pessoas que oram, oram, mas que não estão dispostas a meditar sobre aquilo que tem pedido a Deus.

Quando permitimos que ele fale conosco sempre aprendemos e crescemos muitíssimo em nossa caminhada cristã. 
Este é um passo importante, não desperdice uma oportunidade que seja de louvar e orar ao Senhor, nós podemos louvá-lo em todos os locais.
Quando estou viajando costumo colocar algum CD no carro e quando vejo estou ali com a palavra falando comigo, me fazendo refletir e na maioria das vezes louvando e adorando o Senhor por tudo o que ele é e fez comigo. 

Não desperdice oportunidades de louvar ao Senhor, não importa se na estrada, no trabalho, em casa e todo lugar que você estiver.

03 Estar rodeado e em comunhão com os verdadeiros crentes


Este é um tópico um tanto quanto polêmico, mas fiquem tranqüilos não quero escandalizar ninguém, apenas refletir sobre alguns pontos.

Não sou muito fã de adágios populares, mas tem um que sempre ouvi desde que era criança que é muito verdadeiro, ele diz assimdiga-me com quem tu andas que te direi quem tu és.
Pode parecer apenas sabedoria popular, mas este em especial tem um conceito bíblico embutido nele, pois se estamos mesmo dispostos a levar uma vida nova não podemos continuar a praticar os mesmos atos, é necessário haver mudança de vida e na maioria das vezes não podemos mais conviver com certos tipos de pessoas e situações.
Já cansei de ver os super crentes que diziam que podiam ir a qualquer lugar e andar com qualquer um cair.

Isso acontece porque a pessoa convive tanto com aquele mundo que quando vê já se afastou de Deus e esta vivendo uma vida mundana novamente com um falso rotulo de crente, é a mesma que vemos nestas ruas de comércio popular de nosso país onde existem pessoas que pegam as embalagens vazias de perfumes e colônias de marcas famosas enchem com se sabe lá o que e depois saem vendendo como se fosse o conteúdo de antes.
Parece absurdo, mas se não tomarmos cuidado e prestarmos atenção nos tornaremos crentes tão autênticos como os perfumes que falei acima.

Grave uma coisa, é melhor ser um crente chato que um crente falsificado igual os perfumes de embalagem reutilizada.

Precisamos ser criteriosos com nossas companhias, devemos falar do evangelho de Deus a todas as pessoas, mas para falar de Jesus para um grupo de dependentes químicos não preciso compartilhar da droga que eles usam, nem praticar os atos que eles praticam talvez ai esteja o limiar onde muitas pessoas se perdem e ao invés de levar a palavra a outros acaba ela também por aderir ao erro.

Uma boa forma de encontrarmos pessoas boas para nos relacionarmos é procurando uma igreja onde possamos congregar, não vou indicar nenhuma especifica, apenas gostaria de lhe dizer que para o bem do seu futuro espiritual escolha uma que preze pela pregação da palavra de Deus, porque infelizmente temos visto muitas igrejas pregando muitas coisas a seus membros exceto Jesus Cristo.

Sempre confira na bíblia tudo o que for falado em púlpito e se as mensagens forem coerentes você estará no lugar certo.

Agora o que não é razoável é dizer que não é necessário ter uma igreja onde congregar, porque isso não é bíblico, é apenas invencionice deste mundo maluco de hoje em dia.
Desculpe-me quem pensa diferente, mas esta história de crente sem igreja que participa pela televisão isso pode ter vindo de qualquer lugar menos de Deus, isso eu posso afirmar com certeza quem prega isso não sabe o significado da palavra comunhão.

Não importa a placa ou denominação, mas se desejamos ser cristãos verdadeiros devemos aprender a conviver em comunidade junto com os irmãos, dizer como já ouvi que minha igreja é minha família eu oro em casa e não preciso ir a igreja nenhuma não é pura heresia, deculpem-me o termo mas é verdade não tem outra palavra da designar tal afirmação.

amanhã postarei a segunda e ultima parte do estudo, por hoje é só, fiquem na PAZ DO SENHOR.

Diretamente do Amor, Graca e Fé

Quem tem ouvidos, ouça !


Citação do dia
"Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração como foi na provação, no dia da tentação no deserto.”  - Hebreus 3:7-8

Uma das coisas que me espanta e incomoda é a frieza e a rigidez na qual levamos o nosso relacionamento com Deus, e também a nossa vida cristã. Tenho visto isto nos jovens da minha congregação, nos meus amigos de trabalho e em muitos que se dizem, ou disseram, cristãos. Vejo isso até mesmo em mim. Corações duros, feitos de pedra, solos inférteis e cheios de espinho.
O amor da Igreja esfriou-se, ou melhor, ficou morno. Vamos a igreja regularmente, cantamos louvores, oramos ao acordar e ao dormir, fazemos devocionais e até jejuns. Fazemos as obras, mas esquecemos a mais importantes de todas elas:
” Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de  todo o teu coração, de toda a tua alma e detodo o teu entendimento. Este é o grande primeiro mandamento.”
Em todos os versículos em que Deus fala do nosso amor para com ele, sua palavras são claras:
“  Amarás o Senhor, teu Deus, de  todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.”
Você pode amar o seu namorado mais ou menos, seus pais mais ou menos, sua vida mais ou menos, mas Deus não! Você deve amá-lo de todo o seu ser, com tudo que você é! Eu e a Sílvia gostamos muito da carta à igreja de Éfeso, no livro de Apocalipse:
 Conheço as tuas obras, tanto o teu labor, com a sua perseverança e que não podeis suportar homens maus (…) Tenho, porém contra ti que abandonaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à pratica das primeiras obras; e, se não venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas.”
Estamos cada vez mais parecidos com Éfeso. Fazemos as obras, mas esquecemos o mais importante: o amor. Deus espera que o nosso amor por ele venha acima de tudo. Mais do que nossas obras, Deus espera o nosso amor sincero a Ele.
A Igreja de Éfeso fazia as coisas corretamente, vivia uma vida cristã de boa moral, mas havia perdido o essencial; o pior acontecera, seu amor esfriou. A boa moral superou o fervor e a paixão deles por Deus. E isso vem acontecendo conosco; para aqueles que gostam muito de dizer: “Eu faço!” “eu sou!” e blá blá blá, tenho uma triste notícia para te dar … Se isso não for para Deus e por amor a Ele, de nada serve.
Gostamos também de Apocalipse 3:15-16 
 "Conheço as tuas obras, que nem és frio, nem quente. Quem dera fosses frio ou quente! Assim, por que és morno e nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te da minha boca.”
Penso no quanto Deus deve abominar cristãos mornos, meia boca. Não O amamos por inteiro, não servimos por inteiro e nem obedecemos por inteiro. Até para nós, homens, pessoas que ficam em cima do muro nos dão náuseas. Ninguém gosta de pessoas que não tomam decisões, que não tem opinião própria. Sempre enxerguei pessoas assim com falsas, e penso que  no cristianismo ser morno é ser falso com Deus, é tentar enganá-lo. 
Jovens, ouçam o que o Espírito diz as igrejas!
Não adianta estar com um pé na igreja e outro no pecado. Não barganhe com Deus, não tente comprá-lo. Deus é santo e justo!
” Antes, crescei na graça do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A Ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno. ” I Pedro 3:18
Sinceramente eu oro para que os jovens acordem dessa vida de engano, assim como um dia eu acordei. E eu espero, sinceramente, que você leve a sério a sua vida com Deus, e, se não for levá-la esfrie-se de uma vez antes que você seja vômitado.
“Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz as Igrejas!” Apocalipse 3:6
Rachel Cristina (@onlyqueel)

16 de novembro de 2012

Sobre ovelhas e lobos

- Humor Cristão - ilustrações para bons entendedores 

Tem ovelha que vê mas finge que não vê, tem ovelha que sabe o que vai acontecer mas não fala nada por medo de julgar


Mas quando alguém resolve protestar, denunciar, refutar, questionar e apontar o lobo...




É ou não é assim?

15 de novembro de 2012

Filosofia Mario Bros


A vida é como o Jogo do Mario Bros. Você tem por objetivo seguir sempre adiante, passando por todos os obstáculos que aparecem. Dando suas cabeçadas para descobrir. Já reparou nos diversos "Pontos de interrogação" que existem ao longo do percurso? Ora aparecem aqueles monstr...inhos tentando atrasar seu lado. Então você pode pular por cima deles e seguir, mas pode escolher pisar na cabeça deles. Quando escolhe pisar na cabeça, corre o risco de que o casco bata em algum lugar e volte te atingindo pelas costas. Lembra? E tem momentos em que você está se sentindo maior, tem momentos em que te sentes pequenininho. Mas você vai seguindo. De repente numa das cabeçadas, vem a sua estrela. E ela te faz brilhar e você fica bem animado e nada pode te deter... Mas como na vida, tudo é uma fase... logo esse poder acaba e você volta ao normal. Se der a cabeçada num lugar errado, pode cair um vaso sobre você. Então é bom ter cuidado nas escolhas. O jogo da vida segue, e você precisa arriscar. Pode ser que você entre pelo cano, mas ... É num desses momentos de risco você encontra um lugar lotado de moedas, e tem tempo curto para pegar todas que conseguir levar... para isso, precisa estar atento e mirar o alvo certo. Nesse jogo... como na vida, você precisa passar por diversas etapas até que consiga aprender os "macetes", os caminhos, e a maneira mais eficiente de vencer. Em meio aos obstáculos, ao sobe e desce, aos que estão tentando atrasar nosso lado, o que resta é nosso desejo de chegar no objetivo final. Só vence aquele que persiste.

Aprendi isso, jogando Mario Bros.

14 de novembro de 2012

O que significa unção, ungir e ungido?



Por André Sanchez
Hoje está na moda nos meios religiosos o uso de palavras como unção, ungir, ungido. Apesar das pessoas estarem falando por aí a respeito dessa “unção”, creio que poucos sabem exatamente o que significam essas palavras. Nesse artigo espero mostrar de forma simples o que é cada uma delas.
unção é a consequência direta do ato de ungir. No Antigo Testamento era muito comum derramar azeite (um símbolo visível) sobre a cabeça de uma pessoa com o objetivo de consagrá-la, santificá-la para um serviço especial. Isso era ungir a pessoa. Consequentemente, se a pessoa fosse fiel a Deus, seria e permaneceria cheia da unção do Senhor, seria um ungido.
Profetas, reis e sacerdotes eram as pessoas mais comumente ungidas, pois tinham serviços especiais a realizar diante de Deus e da nação:
“A Jeú, filho de Ninsi, ungirás rei sobre Israel e também Eliseu, filho de Safate, de Abel-Meolá, ungirás profeta em teu lugar.” (1Rs 19.16)
“Tomou Samuel o chifre do azeite e o ungiu no meio de seus irmãos; e, daquele dia em diante, o Espírito do SENHOR se apossou de Davi. Então, Samuel se levantou e foi para Ramá.” (1Sm 16. 13)
“Também ungirás Arão e seus filhos e os consagrarás para que me oficiem como sacerdotes.” (Ex 30. 30)
Vemos também que no Antigo Testamento se ungiam objetos que teriam um uso sagrado. Era uma espécie de unção especial com um óleo especial que só era usado para esse fim. “E tomarás o óleo da unção, e ungirás o tabernáculo e tudo o que nele está, e o consagrarás com todos os seus pertences; e será santo.” (Ex 40. 9)
Algumas igrejas ainda mantém o costume de ungir pessoas e objetos, porém, creio que, após Jesus Cristo, a unção que devemos buscar é aquela que Deus nos dá através do seu Espírito. Os símbolos rituais não são mais necessários, pois Cristo é a unção única e definitiva. “Quanto a vós outros, a unção que dele recebestes permanece em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é falsa, permanecei nele, como também ela vos ensinou.” (1Jo 2. 27)
Algumas “unções” citadas na modernidade que, segundo alguns dizem, são manifestações do Espírito de Deus, tais como, unção do riso, unção do leão, unção da casa própria, unção de Abraão, unção do cair no Espírito, etc., são estranhas ao que a Bíblia chama de unção. São manifestações carnais e sem embasamento bíblico.
E para finalizar, quero deixar aqui o exemplo máximo de unção, Jesus: Jesus é chamado de Cristo no Novo Testamento. A palavra Cristo é um título e significa “ungido” na língua grega. Ele é chamado também de Messias, que é uma palavra hebraica que significa “ungido”.
Ser ungido hoje em dia, é estar com a vida consagrada a Jesus Cristo. Não há a necessidade de azeite ou óleos especias, mas da fé e da obediência. E mais: Todos têm a oportunidade de receber a unção de Deus em suas vidas, através de Jesus Cristo. Os rituais do Antigo Testamento não se fazem mais necessários, pois todos somos chamados à consagração especial ao serviço de Deus em Jesus Cristo: “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” (1Pe 2. 9)