Páginas

22 de outubro de 2012

Opinião é igual bunda

 
 
Engraçado como alguns crentes gostam do tal versículo do "não julgueis". Levanta um pastor com uma teoria um pouco diferente, um discurso mais atrevido ou estranho, e começa a disputa. De um lado, crentes rebatendo e criticando; do outro, crentes defendendo o famigerado ungido do Senhor. E no meio, a turma do deixa-disso, sempre dizendo que não é legal crente criticar crente, que isso promove a desunião do corpo de Cristo, e  sempre sai o bendito "não julgueis".

Por que esses caras têm tanto medo de um bom debate? Sempre acreditei que convicções de verdade não temem questionamentos. Não há nada de errado em rebater quem pensa diferente da gente. Acho até que é uma postura bem saudável, desde que o interesse seja realmente debater ideias, conhecer opiniões contrárias, e não convencer a todo custo que outro está errado e que você é o dono supremo da verdade e do saber. Esses que fazem isso sim, são tremendos babacas. E existem aos montes.

Mas a crítica em si não é errada. Ainda mais quando a crítica é feita pra defender o Evangelho. Apologética! Defender a fé! falem o que quiser, xinguem até cansar, mas eu vou julgar sim todo aquele que pregar uma mensagem diferente do puro Evangelho de Cristo. E vou citar nomes sim, sempre que eu achar necessário. Levante-se contra a Palavra de Deus e eu me levanto pra protestar.

O amado, idolatrado, salve salve, Martinho Lutero ficou famoso e escreveu seu nome na história da Igreja porque protestou. O apóstolo Paulo criticou todos os que ensinaram doutrinas erradas ou tiveram posições indesejadas dentro da Igreja. Bateu boca com o apóstolo Pedro quando foi necessário. Criticou as pessoas que insistiam em não considerá-lo um apóstolo. Puxa, até Jesus julgou os fariseus que emporcalhavam a fé dos judeus! Diz que Jesus estava errado que eu quero ver!

Todos nós podemos errar, nós somos falhos, e as críticas e debates servem pra purgar nossa crença dessas falhas que podem surgir a qualquer momento. Não tenha medo de criticar, muito menos de ser criticado. Isso é importante pra que o corpo de Cristo cresça. Com respeito e humildade, os debates de opiniões contrárias só rendem frutos bons. Mas se não quiser, pode continuar seguindo a tese de que opinião é igual bunda: cada um tem a sua. E dá quem quer.
 
Diretamente do blog PROSA DE CRENTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem!
Comentem!