Páginas

29 de julho de 2011

Repense e Reflita

 

 

 

- Vasos quebrados -

 


 

Era uma vez um depósito de vasos quebrados.

Ninguém se importava com eles. Eles mesmos não se importavam por estar quebrados, ao contrário, quanto mais quebrados ficavam, mais eram respeitados pelos outros.

Um dia, por engano, um vaso inteiro foi parar no meio dos vasos quebrados, mas, por ser diferente dos demais, de imediato ele foi rejeitado e hostilizado. Justo ele, que tinha uma necessidade miserável de ser aceito.

Tentou se aproximar dos vasos menos danificados, aqueles que tinham apenas a boca rachada, mas, não deu certo. Depois, procurou se aproximar dos vasos que tinham apenas um pequeno furo na barriga, mas, também foi repelido. Tentou uma terceira vez, com os vasos que estavam trincados na base, mas, não adiantou.

Resolveu, então, arranjar umas brigas, esperando conseguir um ferimento, um risco, uma trinca ou, quem sabe, com um pouco de sorte, até um quebrado bacana, mas, naquele lugar, ninguém tinha força bastante para quebrar os outros. Se algum vaso quisesse se quebrar, tinha que fazer isso sozinho.

E foi isso mesmo que ele fez. E conseguiu o que queria, ser aceito no clube dos vasos quebrados.

Ficou feliz, realizado, mas, não por muito tempo, pois, logo começou a se incomodar com uma outra necessidade, a de ser respeitado pelos demais vasos quebrados.

Para isso, teve que ir-se quebrando. E se quebrou em tantos pedaços que voltou ao pó.

E deixou de ser vaso!

26 de julho de 2011

Choque as pessoas indo por um caminho que poucos vão.




            Por um tempo da minha vida, eu fui contaminada pelo vírus da revolta. Revolta com o sistema, revolta com as pessoas, com as modinhas passageiras, com bandas que eu não gostava.. em fim, era revoltada com tudo. Entendia, influenciada pelas bandas que escutava na época, que ser contra o sistema, contra o que todo mundo gosta, era o que havia de mais interessante. Achei, por um curto (graças a Deus) momento da minha vida que pra chocar as pessoas eu tinha que escutar um rock pesado que falasse mal de toda forma de prisão – não entendia que a prisão se transformava em mim mesma, ao fazer isso. Pensava que chocar os outros era pensar diferente do que os outros pensam, não os outros em geral, mas a uma classe estabelecida – normalmente de pessoas que não curtiam meu estilo. Ah, porque o bacana era ser “revolucionária”, era andar com uma blusa preta estampada o nome da minha banda, um alargador na orelha e com um skate nos pés (por mais que não tenha chego a sair com todos esse “apetrechos” rua a fora). Não, porque o mais importante era mostrar que eu posso chocar, não importando como. Porque eu e meu estilo musical éramos os melhores e os outros? Ixi, os outros eram todos aqueles “influenciados” que precisavam urgentemente se converter ao meu gênero musical. Mas hoje percebo que quem era a mais influenciada na história era eu, que indo por uma saída que a maioria daqueles que querem ser revolucionários vão, estava mais perdida que qualquer outro.
            O probleminha com esses “revolucionários” espalhados por aí é que eles querem fazer barulho, mas o negócio é que eles ainda não encontraram a verdadeira arma para fazer esse barulho, chamar atenção, chocar. E não, essa arma não é aquela usada nos filmes de guerras, não. Essa arma, é aquela cujo segredo está guardado num livro – poderoso livro. E que depois de compreendido e tocado pelo Espírito que age através daquele livro, pode-se finalmente, conhecer a única arma capaz de transformar pessoas simples que querem chamar atenção de alguma forma, em grandes revolucionários. E revolucionários de verdade, que mudam alguma coisa, que acrescentam em algo, que transformam e realmente causam uma revolução onde vivem, na vida das pessoas que os rodeiam, na vida das pessoas que nem os conhecem. Esses revolucionários não são manjados como os outros “que querem ser”, eles não chamam atenção por um vídeo cheio de palavrões repetitivos que fez sucesso no you tube; eles não precisam se revoltar contra a sociedade, fazer quebra-quebra, porque o que eles quebram, não são vidraças, portas ou paredes, são muralhas, e nem precisam usar o braço pra isso, eles usam o joelho e os olhos fechados, em oração. São revolucionários que não querem chamar atenção porque possuem uma falsa liberdade, em formato de fumaça solta de um cigarro. São revolucionários porque sem querer, chamam atenção com a luz existente neles. Não uma luz que provenha deles, mas uma luz refletida, que não chega nem ao rastro da luz de sua Poderosa Arma.
            São revolucionários que amam, que choram, que dobram os joelhos por aqueles que ainda estão tentando lutar com suas próprias mãos. São revolucionários porque entenderam que antes deles mesmo quererem o ser, alguém já tinha se encarregado de fazer brotar isso em seus corações. E esse Alguém não é um Alguém qualquer. Ele é a Arma. A Poderosa Arma. Jesus.
            Agradeço ao Pai hoje por ter me livrado da revolução que não leva a lugar nenhum, a revolução vazia, causada pela cegueira. Uma filha de Deus querendo ser revolucionária por causas erradas e sem A arma necessária... seria capaz eu, de obter sucesso nisso? Não.. porque nenhum que assim tenta, consegue. Agradeço a Deus que assim como arrancou o pano que tampava os meus olhos, tem arrancado de um outro tanto e tem preparado um exército poderoso de revolucionários que são movidos pelo amor, e buscam ao máximo, buscar mais revolucionários para a batalha. Eles caem, mas Sua Arma é tão poderosa que não podem permanecer no chão. Eles não tem escolha. Eles foram escolhidos.

Jesus. Revolução. Arma. Poder. Renúncia. Exército. Coragem. Direção. Amor.

Choque as pessoas indo por um caminho que poucos vão.

twitter: @arlenekanaki

25 de julho de 2011

Vida Cristã



Deus proverá


Desculpem por semana passada não postar, mas estou de volta !! \o

Nesse tempo que fiquei fora pensei em várias coisas que aconteceram comigo, e no que Deus ja fez ... mas porque pensei nisso ? Estava passando por uma situação e tenho que admitir, estava sem fé, ou seja, não consegui confiar em Deus .
E ao lembrar de tudo que Ele fez e que na época eu pensava ser impossível vi que quando Ele diz eu preciso apenas crer que Ele fará, mas sempre falho com isso e Ele com todo Seu amor vem e me ensina ...

Deus usa muito a história de Abraão, e eu gosto disso. A cada vez que Ele me mostra a vida de seu servo eu consigo ver detalhes que fortalecem a minha fé .. e quero compartilhar um desses com você :

Ontem enquanto estava arrumando pra pegar o ônibus, meu irmão ligou a Tv e passava aqueles desenhos com personagens bíblicos e adivinha quem era o personagem ? Abraão !
E eu havia orado desabafando com Deus as angústias do meu coração, como aquela situação estava me machucando e por mais que eu soubesse que Deus não erra e que TUDO que Ele faz tem um próposito, não conseguia aceitar a situação. Era como se Deus falasse "se joga, ai tem uma piscina ! "  e eu não a enxergasse, mas Ele falava "creia ... tenha fé e pule "

Então Ele me mostrou novamente o sacrifício de Abraão ... o de se separar de Isaque.
Sim, o seu tão esperado Isaque ... a promessa de Deus ... o milagre de Deus na vida dele.. (GN 15:4) .

1- Deus lhe promete um filho

Imagina Abraão já velho ter um filho ? Abraão sabia da sua idade, sabia que aquilo parecia impossível para o homem, mas o que ele fez ?
Abraão teve fé


Sim ele teve fé :


" Ele creu no SENHOR, e isso lhe foi imputado para justiça" Gênesis 15:6

Cara, mesmo sabendo de todos os contras ele teve fé que Deus lhe daria o filho e Ele deu... tudo muito lindo e tal até que chega Gênesis 22 .. hahaha eu estava ai !!


2- Deus lhe pede o filho

Deus chama a Abraão e lhe pede : " Toma teu filho, teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de moriá; oferece-o ali em holocausto..."

Na nossa vida esse filho, unico filho pode ser um relacionamento, um emprego, um costume, muitas coisas e no meu caso... hahaha adivinha ? Relacionamento !
Deus me prometeu algo e vi a mão dEle agindo, mas ai Ele me pergunta :

"Você é capaz de abrir mão disso agora por não ser a hora que eu quero, para receber o meu melhor quando for o meu tempo? "
Cara, meses e meses de forever Alone e quando achei que ia desencalhar Ele me pede pra esperar mais ? Aceitei, mas não tive fé que Ele faria depois, não pulei de cabeça, não vi a piscina... não tive fé .
E como não ter fé nos deixa frágeis, nos faz suscetível a pecado, ao erro. Sem fé é impossível agradar a Deus..

E Abraão sempre teve fé , acreditou que deus proveria o sacrifício, tanto que ele disse aos seus servos que voltariam ( ele e isaque), mas contudo Abraão obedeceu a Deus,  e Ele disse " Não estendas a mão sobre o rapaz e nada lhe façais; pois agora sei que temes a Deus, porquanto não me negaste o teu filho, o teu único filho."

Então Abrãao colocou o nome do monte de  DEUS PROVERÁ  .

E Deus tem feito isso na minha vida, me dando soluções a coisas que pareciam  impossíveis, mas que no tempo dEle se fez possível.

Quero deixar esse video para vocês :
 


Com Carinho,
Rachel Cristina

Twitter: @onlyqueel

Humor Cristão





Shakira Gospel - Waka Waka

(Orar por África)






Waka Waka,  ê, ê . Vem orar por missões mundiais

Repense & Reflita





- A Ovelha e o Lobo -



Diretamente do Blog Sementes do Evangelho
Não podemos esquecer as ovelhas, elas também participam dessa grande comunidade. Criaturas dóceis e pacíficas, protegidas e conduzidas pelo morador mais importante da planície: O Leão.Existe uma linda planície verdejante, repleta de árvore frondosas que proporcionam sombras aos cansados e cortada por um rio de água clara e corrente suave. O clima é sempre agradável, nunca é calor demais e nem frio extremo. 

O Leão é o grande Rei do lugar, ele reina com amor e justiça e é amado por todos os habitantes. Os pássaros entoam cânticos de louvor ao rei, os coelhos saltam alegremente em sua presença, os peixes criam belos espetáculos de luz ao reverenciarem o regente, e as ovelhas ouvem a sua voz e obedecem.  

Muitas criaturas convivem harmoniosamente nesse lugar: Os pássaros que moram nas copas das árvores são os responsáveis pela música ambiente. O rio está repleto de bonitos peixes, que ao saltarem refletem a luz do sol em suas escamas coloridas. Ainda tem as formigas, trabalhadoras exemplares. Os coelhinhos, sempre festivos e alegres, distribuindo sorrisos por onde passem a saltar.
Todos vivem em paz e harmonia, respeitando as suas diferenças e seguindo os sábios ensinamentos do Leão. Existe um único problema em toda a planície: A presença de um lobo! 
De tempos em tempos, algumas ovelhas desapareciam sem deixar sinal. O Leão logo explicava que havia sido obra do malvado lobo. Ele convencia as ovelhinhas e o seguirem para o deserto além da planície, as que conseguiram retornar estavam magras, doentes e feridas. 
Havia entre as ovelhas uma que se destacava por sua beleza, a sua lã era macia e tão branca como as nuvens do céu. Até mesmo o grande Leão já havia lhe elogiado. 
Um dia, ela estava entre as demais ovelhas ouvindo alguns conselhos do Leão. Ele respondia pacientemente a vários questionamentos, até que alguém perguntou:

- Grande Rei, por que ninguém nunca vê o lobo malvado? Como ele faz para enganar as ovelhas?

- Aquele lobo possui muitos disfarces, ele tem uma conversa tão aco0lhedora que faz as ovelhinhas se esquecerem de mim e o seguirem para a terra da sequidão além da planície. Lembrem-se, nenhuma ovelha sobrevive longe de seu pastor e guia, se alguém tentar os afastar de mim, esse é um lobo disfarçado.

A bela ovelhinha ficou intrigada com essas palavras e se perguntava por que o Leão não acabava logo com esse maldito lobo? Por que ele não ia ao deserto capturar esse criminoso?

Ela chegou à conclusão que o Leão era omisso e acomodado, e que alguém deveria tomar as rédeas dessa situação!

Ela passou a falar com as outras ovelhas sobre o seu plano de guerra. Com palavras valentes ela convidava as outras a tomar posse da liberdade e a amarrar aquele lobo. Em poucos dias ela conseguiu alguns companheiros para essa empreitada, e eles partiram em direção ao deserto.

Foram dias caminhando por aquela terra árida. Sem pastagens para se alimentarem, com escassez de água limpa, e nenhum sinal do lobo. Muitas vezes elas pensaram em voltar, regressar para o lar e os cuidados do leão. Entretanto, a líder sempre as encorajava a continuar, fazendo promessas de bênçãos no final da jornada.

Certa noite, a ovelha líder despertou com os gritos das companheiras. Elas estavam sangrando e corriam para longe, clamando pelo Leão. Ela tentou alcançá-las, pensando sobre o que as teriam ferido. Subitamente, o Leão surgiu entre ela e as ovelhas feridas, que olhavam assustadas em sua direção. Antes que ela se aproximasse o Leão disse:

- Afaste-se criatura cruel que tentou devorar as minhas ovelhas, você nunca mais tocará nelas.

Assim o Leão partiu para cuidar das ovelhas perdidas, abandonando a líder no deserto.

Ainda sem entender o que aconteceu, ela vagou por horas até encontrar uma poça de águas barrentas. Ao ver o seu reflexo nas águas ela entendeu tudo!

Ela havia se tornado um lobo, e o seu focinho estava sujo do sangue de suas companheiras. Então ela uivou sozinha no deserto.

“...guardai-vos dos maus obreiros.” (Filipenses 3. 2b).
“Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo. O fim deles é a perdição, o deus deles é o ventre, e a glória deles é para confusão deles mesmos, que só pensam nas coisas terrenas” (Filipenses 3. 18 e 19).
Essa fábula nasceu no momento em que eu assistia a um tele-evangelista. O camarada conseguiu a façanha de falar o artigo EU mais de cinqüenta vezes em cinco minutos de mensagem: “EU vou orar”, “EU declaro”, “EU determino”, “EU vou até a sua igreja e todas as doenças fugirão”. Sabem quantas vezes ele disse o nome precioso de Jesus? Nenhuma!

Não tenho nada contra tele-evangelistas, muito menos contra pastores que recebem convites para pregar nas igrejas (também prego e aceito convites), minha birra é com esses obreiros do ventre que se aproveitam da fragilidade do povo para enganar. São verdadeiros lobos devoradores que sugam tudo das ovelhas do Leão Eterno. Só querem status e fama, e nesse processo voltam todos os refletores para eles, esquecendo de Jesus.

Por isso encontramos muitos crentes anêmicos, que acreditam na conversa desses enganadores e fazem verdadeiras romarias até o profeta-pastor-apóstolo-ancião poderoso.

Ao assisti-lo eu me perguntei: “Como surgem essas pessoas?” Um dia ele deve ter sido uma ovelha, porém, algum desvio na caminhada o levou à condição de lobo disfarçado. Então resolvi escrever essa fábula acima.

Peço perdão aos que não concordarem com as minhas palavras, mas eu fui ensinado que o papel do obreiro é o de cuidar do crescimento das ovelhas. Meu pastor me ensinou que o obreiro tem que servir de degrau para as ovelhas, e não o contrário.


“Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina; persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem” (1 Timóteo 4. 16).
por Alexfábio Custódio

24 de julho de 2011

Humor Cristão





"Melhor subir pro céu quadrada do que descer pro inferno redonda" õÔ

Uma "Palavrinha"







Minha vontade X vontade de Deus





Por André Sanchez



Muitos dizem que querem seguir a vontade de Deus. É uma boa decisão, mas não tão simples assim. Quando a vontade de Deus parece estar em acordo com a nossa vontade, com o que achamos e queremos, estamos diante de uma facilidade de segui-la, de compreendê-la, de aceitá-la. No entanto, em muitos momentos a vontade de Deus nos incomoda, pois é totalmente contrária ao que achamos que deveria ser. 



Jesus estava angustiado, triste, nem de perto a realidade de passar pelo sofrimento da cruz era agradável, gostosa, desejável. Ele, então, expõe a Deus o seu incomodo: “Adiantando-se um pouco, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice!” (Mt 26. 39). Uma oração de quem está confrontado com a vontade de Deus, de quem preferia que as coisas fossem de outra forma, talvez menos dolorosa. 

Paulo também passou por um momento semelhante. Quem em sã consciência gostaria de viver com um “espinho na carne”, seja ele o que for? Ninguém gosta de espinhos! Gostamos de rosas! Paulo se volta a Deus e também demonstra o incomodo com a vontade de Deus que não batia com a vontade dele. “Por causa disto, três vezes pedi ao Senhor que o afastasse de mim. Então, ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza.” (2Co 12. 8-9). Uma oração de quem está inconformado com a vontade de Deus. Por que a vontade de Deus não se enquadra em minha vontade e Ele tira este espinho da minha carne? Por que tem de ser assim? 

Nem sempre a vontade de Deus será aquilo que a nossa vontade deseja. Nesse ponto muitos desistem de seguir a Deus, abandonam a fé, se desviam, amaldiçoam a Deus. O que fazer então? O que precisamos fazer nos momentos onde a vontade de Deus e contrária aquilo que desejamos, que achamos que deveria acontecer? 

Os exemplos de Jesus e Paulo nos mostram tanto o problema quanto a solução a essas questões. A vontade de Deus sempre deve prevalecer sobre a nossa vontade; e isso de forma consciente, reverente, alegre. Veja a sequência da oração de Jesus e de Paulo: 

Depois de compreender o seu próprio coração e a vontade de Deus, Jesus declara ao Pai: “Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres.” (Mt 26. 39). Devemos ser submissos à vontade do Pai quando ela é contrária à nossa vontade. Podemos sim orar como Jesus fez, mas devemos nutrir em nosso coração o sentimento de renúncia em prol da obediência aos desígnios de Deus. Isso não é ser resignado, mas ser submisso e cooperador dos propósitos de Deus. Foi o que Jesus fez!

Depois de conscientemente avaliar a resposta dada por Deus e o desejo de seu próprio coração, Paulo conclui: “De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo.” (2Co 12. 9). Renunciar à nossa própria vontade não é tarefa fácil, mas é tarefa fundamental. Salta aos olhos Paulo encarar a situação “de boa vontade”, ou seja, de forma alegre, sem ressentimentos, com compreensão. Paulo viu que submeter-se a Deus era abrir o coração para o aperfeiçoamento do poder de Cristo em sua vida. 

Por mais difícil que seja, paremos de orar: seja feita a minha vontade; e oremos de fato e de verdade: Pai, seja feita a Tua vontade, assim na terra como no céu!

Diretamente do Blog Esboçando Idéias

23 de julho de 2011

Cantadas do Crentão [11]

- Humor Cristão -


- O Anzol -


Cantada do @O_Patriarca

Repense & Reflita








- Ficar ou não? Eis a questão
 -


Diretamente do Anisio Renato

- A sociedade humana é dinâmica em suas atitudes e valores. Isto pode parecer positivo, mas é preciso verificar em que sentido caminha a humanidade. A civilização apresenta basicamente dois tipos de mudança constante: científica e comportamental.

Pelo lado tecnológico, ficamos extremamente admirados com tanto desenvolvimento. Em questão de meses, os avanços científicos são ultrapassados por novas descobertas e invenções. A questão comportamental, entretanto, não apresenta progressos, haja vista o fato de ocorrerem guerras em pleno século XXI. Isto, porém, não surpreende àqueles que conhecem as profecias bíblicas (Mt.24). A criminalidade, o terrorismo e a exploração dos ricos sobre os pobres têm crescido assustadoramente.

Na questão dos relacionamentos, os valores morais têm sido abandonados em nome do prazer egoísta, criando também um tipo de exploração. Alguns podem ver tudo isso como “liberdade” ou “modernidade”. Contudo, percebemos a mente de Satanás por trás de novidades como o “ficar”, que é um tipo de relacionamento rápido e irresponsável, onde duas pessoas se entregam uma à outra numa relação de egoísmo em dupla.

Cada um quer o prazer pelo prazer. O valor da outra pessoa é reduzido a nada. Os seres humanos se tornam objetos nesse tipo de relação. É bom lembrarmos que, em muitos casos, o chamado “namoro” pode ter também os mesmos defeitos, mudando apenas o nome e a duração do problema. Aquele que se dispõe a assumir um namoro pode parecer bem intencionado, mas só Deus e a própria pessoa sabem suas verdadeiras intenções.

Se vamos usar alguém e jogar fora, mesmo com o consentimento dessa pessoa, estaremos pecando contra Deus, que nos fez à sua imagem e semelhança, razão suficiente para que nos tratemos uns aos outros com dignidade e respeito. Outro motivo da valorização de cada um é o fato de Cristo ter morrido por nós. Quão grande valor cada pessoa tem aos olhos de Deus! Não podemos reduzir nenhum ser humano ao nível de um objeto descartável.

“Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra, não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus; ninguém iluda ou defraude nisso a seu irmão, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos. Porque Deus não nos chamou para a imundícia, mas para a santificação. Portanto, quem rejeita isso não rejeita ao homem, mas sim a Deus, que vos dá o seu Espírito Santo” (ITss.4.3-8).

É compreensível que os ímpios cometam vários tipos de imundícias, mas o caminho do cristão é outro. Todo relacionamento sentimental do servo de Deus deve ter em vista o casamento. É verdade que, por motivos diversos, nem todo namoro conduz ao matrimônio, mas o propósito fundamental deve ser esse. Não é que o João vá namorar a Maria com certeza prévia de se casar com ela, mas, pelo menos, que essa possibilidade esteja sendo avaliada seriamente. O namoro como um fim em si mesmo não é bom e pode gerar muitos pecados.

Algumas pessoas reclamam da solidão, como se isso fosse o fim do mundo. É claro que uma vida de solidão é terrível, mas um adolescente, por exemplo, deve se satisfazer com a companhia dos amigos, da família e dos irmãos em Cristo. Pensar que um namoro ou um “ficar” seja a solução para a solidão pode ser uma idéia maligna, uma porta aberta para relações desnecessárias, fora do tempo, e que podem trazer danos permanentes para a vida.

Jeremias escreveu: “Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca. Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor. Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade. Que se assente ele, sozinho, e fique calado, porquanto Deus o pôs sobre ele” (Lm.3.25-28).

Estar solitário por algum tempo não é o fim do mundo. É importante saber esperar o que Deus tem para cada um, sabendo que o Senhor é bom e tem o melhor para nós.

Não podemos fazer regras muito definidas sobre namoros, mas uma coisa é absolutamente clara nas Escrituras: o solteiro não pode ter relações sexuais (Dt.22.20-29; ICo.7.2). Aquele que transgride nessa área está cometendo o pecado da prostituição, ainda que seja com um namorado ou noivo. O jovem cristão não pode falhar nesse ponto, pois seu corpo é o templo do Espírito Santo. Os riscos são muito grandes e as conseqüências podem ser terríveis. Quando a mãe de Jesus concebeu pelo poder do Espírito Santo, ela estava noiva e era virgem. Se tivesse se entregado a José antes do tempo, tornar-se-ia desqualificada para o propósito de gerar o Messias.

Por quê existe tanto regulamento a respeito da sexualidade? O sexo é algo sagrado, porque através dele transmitimos a vida. Isto não pode ser feito de modo irresponsável.
A virgindade deve ser valorizada pelos servos e servas de Deus até que se chegue ao matrimônio. Aquele que se entrega antes do casamento, está desonrando seu futuro cônjuge, mesmo sem conhecê-lo.

A "liberdade sexual" é considerada muito normal hoje em dia. Pode ser normal para o diabo e para todos aqueles que quiserem morar com ele no inferno. Para o critão, normal é ser santo.
Além disso, especialistas afirmam que aqueles que chegam virgens ao casamento terão maior probabilidade de permanecerem casados, pois não terão experiências íntimas anteriores como elementos de comparação. Quem nunca se prostituiu dificilmente irá adulterar. Por outro lado, aquele que se acostumou com a variedade de parceiros em sua vida sexual terá grande dificuldade para ser fiel.

Se carregamos o nome de Jesus sobre nós, se nos declaramos filhos de Deus, precisamos honrar seu santo nome. Caso contrário, o Senhor se envergonhará de nós no dia do juízo e de forma alguma entraremos no seu reino, conforme se vê claramente em Gálatas 5.19-21, exceto se houver arrependimento e mudança. Ainda assim, as conseqüências do pecado acontecerão nesta vida porque “aquilo que o homem semear, isto também ceifará” (Gálatas 6.7).

Os relacionamentos do servo de Deus devem ser pautados pelo amor e pela responsabilidade. Uma coisa não pode ser separada da outra.

Falamos muito sobre o plano de Deus para nós, mas devemos nos lembrar também de que existem os planos de Satanás para cada um. 
O inimigo deseja que cada jovem se relacione de modo irresponsável com muitos outros, deixando pessoas feridas e traumatizadas pelo caminho. Ele quer também que isto seja motivo para que muitos se esfriem espiritualmente e abandonem a igreja, enquanto outros, olhando de fora, queiram distância do cristianismo. 
O Diabo pretende também que, num desses relacionamentos, aconteça uma gravidez indesejada e, quem sabe, até um aborto?

 O inimigo quer que o jovem de hoje seja o adulto deprimido de amanhã, com lembranças amargas, consciência pesada e reputação destruída. Que tal uma aids também para completar?

Cada jovem deve avaliar a sua vida para saber se está no caminho de Deus ou se está colocando em execução os planos de Satanás.

Nem tudo o que o mundo faz nós podemos fazer. Afinal, somos filhos do Rei. Não podemos sair por aí fazendo tolices. Precisamos honrar nosso Pai, sabendo que ele tem o melhor para nós.

“Sujeitai-vos a Deus; resisti ao Diabo e ele fugirá de vós” – Tiago 4.4.

Anísio Renato de Andrade



22 de julho de 2011

Papo de Sexta!!

Oie galera, tudo bem com vocês? Espero que sim, gente peço desculpas pela ausência das ultimas semanas, e hoje quero compartilhar  com você um pedacinho do livro que estou lendo *-* se chama: Uma vida com propósitos - Rick Warren, esta só um pouquinho customizado por mim kk então Let's Go \o/

O que faz Deus Sorrir?
" Olha é hoje, que meu filho  (minha filha) vai conhecer o mundo que eu criei para ele." Quando penso em meu nascimento penso em Deus me olhando lá de cima e penso em  sua alegria pela minha chegada ao mundo, é Papai do céu se alegrou com meu nascimento assim como se alegrou com o seu. Afinal foi ele quem nós criou e nos fez porque nós ama, desde o dia de nosso nascimento até os dias atuais Deus nós observa, guarda, se alegra quando nossas vidas então ligadas a Ele. Pois nós fomos planejados para agradar e adorar a Deus, filhinho (a) esse é o primeiro propósito de nossa vida, e quando você entender plenamente essa verdade, jamais se sentira insignificante afinal você foi criado por Deus para viver eternamente com Ele, olha que honra! Então lembres se você é valioso para Deus.
Vendo todo esse amor de Deus por nós desde o inicio, não sei você mais o meu coração se alegra, e eu quero cumprir  o proposito de agrada -lo de faze -lo sorrir, mais como podemos fazer isso? Como podemos fazer Deus sorrir?
Simples temos que descobrir o que o agrada e fazer, e para isso temos que ter comunhão com ele e ler o manual do nosso fabricante (Bíblia).
A primeira coisa que a bíblia diz que agrada a Deus é nossa fé Nele ( Hebreus 11.6), felizmente encontramos um exemplo muito claro disso: Noé.
Na época de Noé, o mundo estava moralmente arruinado. Todos viviam para o próprio prazer, e não para agradar a Deus. O Senhor não conseguiu achar ninguém sobre a Terra interessado em agradá -lo, então se arrependeu de ter feito o homem. Ele ficou tão indignado com a raça humana que pensou em extingui -la. Mas houve um homem que o fez sorrir, esse homem era Noé.
Deus disse: Esse sujeito me agrada, ele me faz sorrir. Vou começar tudo de novo com a família dele. Pelo fato de Noé agradar a Deus é que hoje estamos aqui. Vendo a vida de Noé aprendemos  cinco atos de adoração que fazem Deus sorrir;
1º Deus sorri quando o amamos acima de qualquer coisa.
 Noé amava a Deus acima de qualquer coisa no mundo, ele tinha relacionamento com Deus, ei fofinho nosso criador quer que tenhamos relacionamento com Ele, fomos criados para sermos companheiros de Deus.
2º Deus sorri quando confiamos nele completamente.
A segunda razão  pela qual Noé agradou a Deus foi o fato de ele ter confiado no Senhor, mesmo quando isso não fazia sentido.
3º Deus sorri quando lhe obedecemos incondicionalmente.
E isso Noé fez, Deus não disse Noé construa uma arca do seu jeito, não, não Deus deu todas as instruções para Noé que as seguiu a risca.
4º Deus sorri quando o louvamos e damos graças continuamente.
A vida de Noé alegrou a Deus porque o patriarca vivia com o coração cheio de louvor e ação de graças. A primeira atitude de Noé após ter sobrevivido ao Dilúvio foi expressar sua gratidão a Deus, oferecendo - lhe sacrifício.
Nos dias atuais por causa do sacrifício de Jesus, não precisamos mais oferecer sacrifícios de animais como Noé fazia. Em vez disso, foi-nos dito que oferecêssemos a Deus um sacrifício de louvor e um sacrifício de gratidão. Louvamos a Deus pelo que ele é e agradecemos a ele pelo que ele tem feito.
5º Deus sorri quando usamos nossas habilidades.
Depois do dilúvio Deus disse para Noé seguir com sua vida, pois é meu querido todas as nossas atividades com exceção do pecado, podem agradar a Deus, se você as fizer com uma atitude de louvor. 
Como um pai orgulhoso o Senhor gosta  de nós observar enquanto utilizamos as habilidades que ele nós deu. 
Você não glorifica ou agrada a Deus tentando ser outra pessoa ou escondendo suas habilidades. Você só o agrada  sendo você mesmo. Sempre que você despreza uma parte de si está desprezando a soberania e sabedoria de Deus ao criá-lo.
Deus sabe que não somos perfeitos, mais não é nossas falhas que ele leva em consideração, Deus leva em consideração a atitude do seu coração: agradar a ele é seu mais intenso desejo? Este foi o objetivo da vida de Paulo:" Acima de tudo, o que nós queremos é agradar o Senhor, seja vivendo no nosso corpo aqui, seja vivendo lá com o Senhor."
Quando você vive à luz da eternidade, seu enfoque muda de "Quanto prazer posso obter da vida?" para "Quanto prazer Deus pode obter da minha vida?".
Deus procura pessoas como Noé n o século XXI, dispostas a viver para o prazer de Deus. A Bíblia diz: "Lá do céu o Senhor olha para a humanidade, procurando alguém que compreenda seus planos, procurando alguém que deseje comunhão com Ele".
Você tomará providências pra que o ato de ser agradável a Deus torne o objetivo de sua vida? Não há nada que o Senhor não faça pela pessoa totalmente concentrada nesse objetivo.



Beijos galera e até a próxima.
   
Twitter: @Thathithas 
TumblrBrincando com as palavras