Páginas

2 de dezembro de 2011

O Encontro é tremendo?

- Mentira do Capeta -


Por Dayan Lima

Participei recentemente de um encontro promovido por uma igreja. De início teve o pré-encontro, que seria uma espécie de preparação para o encontro e depois do encontro teve o pós-encontro, que não participei.

O encontro no primeiro dia foi muito bom, as palavras e sermões pregados foram excelentes. No segundo dia também, bom manejo da palavra, ótimas palestras, o teatro feito por membros da igreja foi muito interessante. Já no terceiro dia os exageros foram constantes. Só então entendi que desde o pré-encontro a minha mente estava sendo manipulada para que pudesse com uma maior facilidade aceitar o real propósito do encontro, foi quando percebi que estava inserido em um movimento gedozista.

No entanto finalizado o encontro o objetivo continuou, pois agora começamos a escola de líderes cujo foco principal é o G12. Onde aprenderemos a criar uma célula e quando a célula atingir 24 membros, será dividido em dois grupos de 12 com o objetivo de fazerem 12+12+12+12 e assim por diante, me fazendo lembrar dos sistemas de rede, como Herbalife, MixPhone Club, e as pirâmides financeiras da maçonaria.

Mas o encontro é realmente tremendo?


Aos convidados foi dito que o local do retiro seria “Peniel lugar de encontro com Deus“. E foi exatamente o que pode sentir. Só que em outros momentos havia somente a mão do homem tentando manipular nossas mentes, e embalados por uma música, fomos convidados a dizer que o encontro é tremendo. Opa, opa… Só um instante! Por que o encontro é tremendo se o encontro é com Deus? Você não acha que deveria ser, “mais que Deus tremendo“, já que o encontro é com Ele?

Ainda no encontro algo me chamou a atenção, pois lá recebemos uma lista de 3 páginas com um questionário frente e verso para escrevermos nosso passado, com perguntas do tipo se você já praticou isso, participou daquilo outro, tem tatuagem, bebeu chá disto ou daquilo, se já se vestiu de anjo ou se já participou de algum tipo de seita.

Claro que com minha educação respondi a todo questionário, porém na última página deixei uma observação que era mais ou menos assim; “90% das questões que eu respondi não as pratico mais e os outros 10% estou buscando não fazê-las, pois sei que o Senhor levou sobre si o meu passado e os meus erros e me purificou com seu sangue derramado lá na cruz, e hoje sou uma nova criatura, as coisas velhas já passaram e tudo se fez novo”.

Mesmo assim todos nos fomos levados para uma sessão de descarrego, e em um momento de regressão fomos convidados a voltarmos ao passado desde quando ainda estava dentro do ventre da mamãe ligado pelo cordão umbilical.

Além das sessões de cura interior e da quebra de maldições principalmente da maldição hereditária, vi ali cenas igualitárias vistas apenas em centros espíritas. Depois fomos convidados a praticar um ato semelhante ao que é praticado na seita Sei-Cho-Noe, pegamos os papeis onde havíamos colocado nossos pecados e fizemos um círculo em torno de uma fogueira e ali queimamos para sempre todos os nossos pecados anulando assim o sacrifício de Jesus na cruz.

Depois de limpo e purificado, estávamos prontos, e o emocional estava sujeito a aceitar qualquer coisa que fosse dita, então veio a palestra do G12 baseada em textos bíblicos sem nexo e nem fundamento nenhum forçando a Bíblia falar o que não está escrito, porém alegres e felizes começamos a cantar, pular, aplaudir e gritar bem alto O ENCONTRO É TREMENDO e partimos em direção a igreja onde fomos recebidos com fogos de artifício.

O que mais vamos importar da Colômbia?

Porém não é a minha intenção criar uma polêmica sobre este assunto, mas a questão é compreender por que uma igreja abraça a causa do G12 mesmo diante de tanta controvérsia? Com que mesmo estão preocupados? Querem mesmo uma igreja sólida e completa? Ou querem somente fazer números?

O G12 teve seu início na Colômbia, porém muitas coisas foram importadas das tradições judaicas, como as danças folclóricas, o shofar, arca da aliança, candelabros. E agora mais recente as igrejas evangélicas da Colômbia estão adotando o culto judaico e se transformando em sinagogas, já são sete que assumiram a fé judaica inclusive negando Jesus como Messias. Com estes acontecimentos fico com as palavras do meu colega Hermes Fernandes; “Não vai demorar para isso chegar aqui no Brasil, vai ter muito pastor passando a ser chamado de Rabino, batismos sendo substituídos por circuncisão, e a Bíblia completa sendo trocada pela Torah”.

Incoerência

Um dos palestrantes do encontro disse que através do sistema em células a igreja vive uma constante mudança, e que os membros dela não são fixos, o que pra mim acaba provocando um aborto precoce daquela nova criatura que acabara de nascer e que deveria estar se alimentando, mas não está. Este palestrante disse que prefere usar este método para que sua igreja seja renovada de seis em seis meses.

Nossas igrejas precisam de fortalecimento e de fixação e essas mudanças constantes acabam frustrando e levando para o inferno pessoas que era para serem salvas. Quando falo em fortalecimento, falo em referência à igreja de Cristo e não da denominação, e o sistema de células poderia sim ter êxito se houvesse um maior empenho na evangelização através do discipulado, só que infelizmente as congregações usam do marketing de rede G12 como fórmula mágica para arrecadação financeira.

Falar do G12 me fez lembrar do Silas Malafaia e de seu posicionamento contrário ao movimento. Alguns dizem que ele mudou seu pensamento e outros dizem que não, mas isso era quando ele tinha bigode. Ah! que saudades do antigo Silas! porque este novo Silas sem bigode muita coisa mudou, até a teologia da prosperidade que era combatida por ele, hoje é um das suas maiores defesas.

Ser como os de Beréia


Que nos cristãos possamos ser coerentes e analisar os fatos e não sair digerindo todo tipo de alimento para não corrermos o risco de termos uma má digestão. Que a regra de fé esteja em Jesus e em seus ensinamentos e que possamos respeitar os limites das escrituras para não sairmos por aí forçando a Bíblia falar coisas que ela não fala. Que Deus nos abençoe e nos proteja dos ventos de doutrinas que surgem a cada dia.


Fonte: Eu sou Livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem!
Comentem!