Páginas

23 de novembro de 2011

Branca de neve

- Repense e Reflita -


Olá família NMM!!!
Tudo certinho?
Para tem acompanhando algumas interpretações de contos que eu já escrevi aqui, quero falar sobre mais uma. Hoje quero fazer uma relação da nossa vida com a história da Branca de Neve.
Com certeza você já leu, ouviu ou assistiu a esse conto.
E dias atrás, enquanto eu fazia meu devocional e refletia sobre algumas coisas, Deus me mostrou algumas lições que podem ser retiradas desse conto.
Vamos lá:
Uma rainha certo dia enquanto costurava, picou-se e deixou que gotas de sangue caíssem sobre a neve. Observando como era belo o contraste entre o vermelho e o branco, desejou que tivesse uma filha “alva como a neve e rubra como o sangue”.
Não muito tempo depois, a rainha teve uma filha com essa descrição e de acordo com o conto original dos irmãos Grimm, o rei, seu pai, a deu o nome de Branca de Neve.
E me pergunto, se não somos como a Branca de Neve. Alvos como a neve, rubros como o sangue. Calma, eu explico.
O sangue de Cristo nos limpa de todo o pecado, tornando nosso coração alvo como a neve.
Branca de Neve fugiu da maldade da sua madrasta, tal qual nós fugimos da maldade do mundo. Branca de Neve encontrou abrigo, proteção, descanso, alimento na casa dos 7 anões,  assim como nós encontramos abrigo, proteção, descanso, alimento e muito mais, na casa do Pai. Nos braços de Deus, é o nosso refúgio, nosso esconderijo, onde podemos descansar.
Até que um dia, a tentação bata à nossa porta, como bateu à porta de Branca de Neve.
E o pecado se apresenta, disfarçado de uma maçã saborosa.

Mas ninguém estava lá para lhe falar: “não morda a maçã”.
E talvez, Deus tem colocado alguém na sua vida, que está te falando isso, mas você não quer ouvir.
O pecado não vem em forma de coisa ruim. Branca de Neve jamais teria aceitado uma maçã podre. O pecado aparece em forma de coisa boa, mas é seu disfarce; por dentro, está envenenado, tal como a maçã de Branca de Neve.
 “E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.” Gênesis 3:6
Eva caiu na mesma história. A fruta tinha boa aparência, tinha cheiro bom, e uma “cara ótima”. Mas o amargo gosto da desobediência.
E o pecado, não é assim? Com uma aparência boa, cheiro bom, que te atrai?
E mesmo sabendo que tem um gosto tão amargo e que as consequências de apenas uma mordida naquela maçã, também são amargas, mesmo assim, damos ouvidos à boa vendedora de maçãs. Damos ouvidos ao diabo.
-Come!
Lembre-se que muitas vezes você não pode evitar que a tentação bata à sua porta, trazendo o pecado na sesta de frutas.  Mas é sua escolha abrir a porta.
O pedaço da maçã envenenada, engasgou na garganta de Branca de Neve, fazendo com que ela entrasse em uma espécie de coma, assim como nós, quando mordemos a maçã envenenada do pecado, também entramos em uma espécie de coma.
Você duvida?
 “Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor.” Romanos 6:11
Mas, se estamos vivos para o pecado, estamos morrendo espiritualmente. Com o pecado engasgado em nossa garganta, não conseguimos respirar direito e começamos a morrer.
Como se livrar disso então? Como se livrar do pedaço engasgado na garganta?
Lembra como termina a história da Branca de Neve?
Ela é despertada do coma, com o beijo de um príncipe.
No mundo real também existe um príncipe que quer nos despertar do feitiço da maçã envenenada, do pecado.
Seu nome?
O Príncipe da Paz!
Que não apenas tira o pecado da sua vida, mas que te purifica de todo o mal que esse pecado causou.
Jesus quer ser o teu príncipe. Ele quer te levantar desse coma em que você se encontra, por causa desse pecado engasgado em sua garganta.
Ele não quer te transformar em uma Brancade Neve, mas Ele quer tornar o teu coração tão branco como a neve!
“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.” 
1 João 1:9
“Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado. “ Romanos 6:6
E assim como Branca de Neve e o príncipe viveram felizes para sempre, nós viveremos felizes para sempre, ao lado do nosso Príncipe!
Espero que essa comparação, de alguma forma, faça algum sentido para você.
Com amor
Pati Geiger
Diretamente do Não Morda a Maçã

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem!
Comentem!